Artroscopia de Joelho




Se você tiver dor persistente, travamento ou edema no seu joelho, um procedimento chamado artroscopia pode ajudar a solucionar estes problemas.

A artroscopia permite ao ortopedista diagnosticar e tratar os problemas do joelho promovendo uma visão clara do interior do joelho por pequenas incisões, utilizando um pequeno instrumento de espessura menor que um lápis, chamado artroscópio. Ele contém fibras ópticas que transmitem a imagem do seu joelho através de uma pequena câmera para um monitor de vídeo.


A imagem da TV permite ao cirurgião examinar detalhadamente o interior do seu joelho e determinar a origem do seu problema. Durante o procedimento o cirurgião também pode inserir instrumentos cirúrgicos através de pequenas incisões para remover ou reparar tecidos lesados.

Como funciona um joelho normal


O joelho é a maior articulação do corpo e uma das mais facilmente lesadas. Além da estrutura óssea, quatro bandas de tecido, os ligamentos cruzados anterior e posterior e os ligamentos colaterais medial e lateral conectam o fêmur à tíbia e proporcionam estabilidade para a articulação. Os grandes músculos da coxa dão força e mobilidade ao joelho.

As superfícies de contato entre o fêmur, a tíbia e a patela são cobertas pela cartilagem articular, uma estrutura lisa que recobre os ossos e permite um deslizamento suave entre eles.  Anéis semicirculares de uma fibrocartilagem espessa, chamados meniscos lateral e medial agem como absorvedores de impacto e estabilizadores.


Os ossos do joelho são envoltos por um tecido capsular fino, revestido em seu interior por uma membrana sinovial que libera um líquido especial que lubrifica o joelho, reduzindo a fricção a quase zero em um joelho saudável.

 

Problemas do Joelho

Normalmente, todas as partes do joelho trabalham juntas e em harmonia. Porém, esportes, acidentes de trabalho, artrite ou a diminuição da força muscular com o envelhecimento podem causar desgaste e inflamação, resultando em dor e diminuição da função do joelho.
A artroscopia pode ser usada para diagnosticar e tratar muitos desses problemas:
  • Cartilagem meniscal rompida;
  • Fragmentos livres de osso ou cartilagem;
  • Superfícies articulares lesadas ou o amolecimento da cartilagem articular conhecida como condromalácia;
  • Inflamação da membrana sinovial, como ocorre na artrite reumatóide ou na gota;
  • Alinhamento anormal ou instabilidade da patela;
  • Rotura de ligamentos, incluindo os ligamentos cruzado anterior e posterior.
Proporcionando uma imagem clara do joelho, a artroscopia pode também ajudar o ortopedista a decidir se outros tipos de cirurgia reconstrutora poderiam ser benéficos.


 

A artroscopia serve para você?


Sinais de que você pode ser um candidato para este procedimento incluem edema (aumento de líquido no joelho), dor persistente, travamento, falseio e perda de confiança no seu joelho, como ao descer escadas. Quando outros tratamentos, tais como uso regular de medicação analgésica, órteses (joelheiras) ou fisioterapia tenham proporcionado mínima ou nenhuma melhora, você pode se beneficiar da artroscopia.
A maioria das artroscopias é realizada em pacientes entre 20 e 60 anos, mas mesmo pacientes abaixo de 10 ou acima de 80 anos podem ter indicação para o procedimento.

A Avaliação Ortopédica do Joelho


Ela consiste em três componentes:
  • Uma história médica, na qual o seu ortopedista obtém informação sobre sua saúde em geral e verifica os seus sintomas.
  • Um exame físico para verificar o grau de mobilidade e estabilidade, força muscular e alinhamento da perna
  • Radiografias para avaliar os ossos do seu joelho. Seu ortopedista poderá também solicitar um exame de ressonância magnética para obter informações sobre as partes moles do joelho, como meniscos e ligamentos. Testes de sangue podem ser necessários para determinar se você tem artrite.
Seu ortopedista irá revisar com você os resultados da sua avaliação e poderá propor a artroscopia como o melhor método quer para um diagnóstico ainda mais preciso ou já para o tratamento definitivo do seu problema. Outras opções de tratamento, como medicações ou outros procedimentos cirúrgicos também poderão ser discutidos.
Seu ortopedista irá lhe explicar os riscos potenciais e complicações possíveis da artroscopia, incluindo aqueles relacionados com a artroscopia em si e também aqueles que podem ocorrer após a cirurgia.

Preparando-se para a cirurgia

Caso você decida ser submetido a uma artroscopia poderá ser pedido a você uma avaliação clínica completa antes da cirurgia para avaliar o seu estado de saúde em geral e para afastar quaisquer problemas que pudessem interferir com a cirurgia.
Antes a cirurgia relate ao ser ortopedista se você usa qualquer medicação, assim ele poderá lhe informar da necessidade ou não de interromper qualquer uma delas.
 Rotineiramente costuma ser realizada uma avaliação pré-anestésica na véspera da cirurgia, onde o anestesista poderá rever os seus exames e verificar o seu estado de saúde atual. Ele poderá discutir com você também sobre a modalidade de anestesia mais apropriada para o seu caso e sobre o tempo de jejum antes da cirurgia.

A Artroscopia do Joelho

Se você tiver recebido anestesia local ou regional (raquidiana ou peridural), você poderá assistir ao procedimento no monitor de TV, caso desejar.
O cirurgião fará pequenas incisões no seu joelho e injetará uma solução estéril dentro da articulação para melhorar a visibilidade.
Será então introduzido o artroscópio para diagnosticar adequadamente o seu problema. O cirurgião poderá usar então uma variedade de pequenos instrumentos, como pinças especiais, cortadores motorizados ou instrumentos de radiofrequência para fazer as correções necessárias.
Tratamentos comuns feitos através da artroscopia incluem:
  • Remoção ou reparo de lesões meniscais.
  • Reconstrução de um ligamento cruzado rompido.
  • Regularização de fragmentos de cartilagem parcialmente soltos.
  • Remoção de fragmentos de osso ou cartilagem soltos na articulação.
  • Remoção de tecido sinovial inflamado.

video


Ao final da cirurgia serão fechadas as incisões, geralmente duas ou três, com um ponto em cada uma delas e colocado apenas um enfaixamento, para maior conforto. A alta hospitalar geralmente ocorre no dia seguinte à cirurgia.

Sua recuperação em casa

A recuperação de uma artroscopia de joelho é muito mais rápida que a de uma cirurgia de joelho aberta tradicional. Ainda assim é importante seguir cuidadosamente as orientações de seu ortopedista após o seu retorno para casa.




Edema: Mantenha a sua perna elevada o mais tempo possível nos primeiros dias após a cirurgia. A aplicação de bolsa de gelo costuma aliviar a dor e o edema.

Cuidados com o enfaixamento: Você poderá remover o enfaixamento sobre o joelho um dia após a alta hospitalar, poderá tomar banho evitando jogar água diretamente sobre a incisão. Banho de banheira deve ser evitado. As incisões devem ser mantidas limpas e secas.
Seu ortopedista irá revê-lo no consultório alguns dias após a cirurgia para verificar o seu progresso, comentar os achados cirúrgicos e iniciar o programa de reabilitação pós-operatória.

Apoio de peso: Após a grande maioria das cirurgias artroscópicas pode-se andar sem necessidade de apoio, mas em algumas pode ser necessário o uso de bengala, muletas ou andador por algum período. Você poderá colocar mais peso gradualmente sobre a perna assim que o desconforto diminuir e seja recuperada a força muscular. Normalmente você poderá voltar a dirigir após uma semana.

Exercícios para fortalecimento do Joelho
Você deverá exercitar seu joelho regularmente por várias semanas após a cirurgia, para fortalecer a musculatura da perna e coxa. Um fisioterapeuta poderá ajudá-lo no seu programa de exercícios caso o seu ortopedista recomende exercícios específicos.

Medicação
Seu cirurgião poderá prescrever antibióticos para ajudar a prevenir infecções e medicação analgésica para aliviar o desconforto que se segue à cirurgia.


 Complicações
Problemas que podem ocorrer no pós-operatório de uma artroscopia de joelho incluem infecção, coágulos ou acúmulo de sangue dentro do joelho, esses casos são infrequentes e tratáveis. Trombose venosa sintomática também é uma rara ocorrência, até por se tratar de uma cirurgia de relativamente rápida duração.

Sinais de Alerta

Entre em contato imediatamente com seu ortopedista se você passar a sentir:
  • Febre.
  • Calafrios.
  • Calor persistente ou vermelhidão ao redor do joelho.
  • Dor persistente ou piorando.
  • Edema acentuado ao redor do joelho.
  • Dor importante na musculatura da panturrilha.
  • Falta de ar ou dor no peito. 


Expectativas razoáveis após uma artroscopia de joelho

Embora a artroscopia possa ser útil para tratar muitos problemas, você poderá apresentar alguma limitação de atividades mesmo após a recuperação. O resultado final da sua cirurgia será frequentemente determinado pelo grau de lesão encontrado no seu joelho. Por exemplo, se você lesou seu joelho correndo e a porção da cartilagem articular que sustenta peso foi completamente comprometida, então uma completa recuperação pode não ser possível. Você poderá ser aconselhado a encontrar uma forma de exercício alternativa de menor impacto. Um atleta profissional muitas vezes sofre o mesmo tipo de lesão que um atleta recreativo ou amador, mas o seu potencial de recuperação pode ser melhor devido ao bom desenvolvimento da musculatura em torno do joelho. O exercício físico e a reabilitação têm um papel importante no resultado final.

O retorno às atividades físicas intensas deve ser feito somente com a liberação do seu cirurgião.
É razoável esperar que num período de 6 a 8 semanas você seja capaz de realizar a maior parte das atividades físicas que estava habituado, desde que elas não envolvam demasiado impacto. Manobras de torção sobre o joelho podem ter que ser evitadas por um período maior.